sábado, 19 de abril de 2014

Terra de Amores






Terra de amores
Quem te confere nação? 
Maestro, batuta, orquestra desafinada
No contexto mal formada.
Servir a águia é melhor
Do que servir a Deus ou a si mesmo?

Um para todos
Todos para um.

Pode?

Fica a pergunta no ar... 

Terra de amores
 Terra de muitas raças
 Terra de muitas cores
Natura bela
Terra de encantos mil

Porque tens sido reprimida?
Em nome de quem?

Determinação!
Liberdade!
Direito!


Brasil!



  Susana Luiz 



quinta-feira, 10 de abril de 2014

Redundância
























Temores, sonhos, inusitados, esperança.

A paisagem é ímpar
O rio espelhado
A luz irisada
O sol me abandona em favor do futuro
Um selvagem rock toca no aparelho
O que haverá, amanhã, além do porvir?
Estarei eu e a vida comum revisitada.
Vida construída, 
Com destroços aproveitáveis do passado.
Pano de fundo: 
Um novo e velho horizonte.
E a rotina? 
Um grande animal voraz 
Devorando-me, do cóccix
Até o pescoço.
Imagem, engrenagem, semelhança.

Redundância...



Susana Luiz 
Imagem: Tempos modernos, Charles Chaplin.